Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor. Alguns já publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

22
Set17

PARABÉNS MEU AMOR!

por Sílex

 

 

 

 

 

 

 

Imagem relacionada

 

 

 

Há este sentir siamês,

este encantamento constante

um amor que não se mede,

a vida que se daria, 

embrulhada em alegria, 

para ir à Lua buscar, 

a felicidade maior, que te cobrisse de amor

e de perpétuo bem estar.

 

São os teus olhos indescritíveis,

esse modo de seres tão doce, 

a força inabalável, o ombro sempre disponível, 

a tua pele como cetim e o teu pensar também

orgulho de ter-te parido

o fazeres-me tão feliz, 

a graça de te haver conhecido

e de me chamares tua mãe.

 

São os anéis do teu cabelo, 

o sorriso, doce e terno

As tuas mãos delicadas,

a forma do teu ambicionar singelo

a maneira como falas, até os sustos que me pregas,

o teu interesse e o zelo.

É este oceano de amor, um firmamento de orgulho

este transbordar que não sei... se de tanto de ti gostar, nele não me afogarei.

 

É o teu perfume, a tua pele

O que vai da cabeça aos pés, 

abarcando todo o interior

É tudo aquilo que és, 

a minha obra mais linda, a coisa mais sagrada da vida

e a mais pura definição de amor.

É beber os teus gestos e riso

querer fazer parte do teu ar... é quase perder o juízo, filha, de tanto te amar.

 

É a carne da minha carne

o mundo que não me importa conhecer

porque dentro de ti tens outro mundo

que não me canso de ver.

É não saber que dizer, para te explicar como é bom

podermos crescer as duas, tendo-te eu posto no mundo

e ao termo-nos no mundo da outra,

não desperdiçar, um segundo.

 

É estar aqui a escrever

e não me apetecer acabar

e ainda ficar por dizer,

sobre o coração de uma mãe...

O tudo que nele mora,

que mesmo parecendo esgotado,

nunca se fará rogado, 

no muito que tem para dar, no que pode ir buscar... mundo adentro, vida fora.

 

 

 

Resultado de imagem para parabéns filha

 

Querida!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

21
Set17

FOMOS TUDO E UM NADA, ATÉ...

por Sílex

 

 

 

Foto de Maria Fátima Soares.

 

 

 

Tínhamos uma estrela,
muitas músicas
um grande e irremediável amor
e todas as estradas do Mundo cúmplices, para nos encontrarmos
mas nunca nos vimos, 
a não ser através de uma noite estrelada...
Suspiros que nos fugiam durante o dia
e todos os acordes que falavam de uma paixão idêntica.

 

Tínhamos, parecia na altura
um lindo futuro.
A vida toda na frente 
e um amor que ninguém destruiria.

 

Tínhamos tudo para dar certo
e ainda hoje no peito, 
a incompreensão do que nos aconteceu,
que separou o nós, que nós éramos... num Tu e num Eu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

19
Set17

INSIGNIFICANTE

por Sílex

 

 

 

Resultado de imagem para malmequer bem me quer

 

 

Há um campo de malmequeres na minha frente sem estar lá, um, só.

Há um horizonte inventado de coisas que poderiam ser, sem serem nada.

Há um caminho, cujo limite não ultrapasso...

E para lá, estás tu.

E há o aqui, onde já não vens...

E não te diz nada.

 

Há um rio de lágrimas que caem no chão, como folhas de malmequeres desfolhados

E há a irremediabilidade das coisas que não voltam atrás...

Instalada, entre nós.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

17
Set17

AUTO RETRATO

por Sílex

 

 

escrever[1].jpg

 

 

 

Pequena de modesto destino

Nem feia, mas direi não bela

Nunca, um soberbo quadro

Antes mais uma aguarela

 

As 4 Estações de Vivaldi

Vividas todas num dia 

Chopin e também Satie

Adentro a noite sombria

 

Tento sorrir, ser bondosa

Compreensiva, também amiga

Mas nunca serei uma rosa

Talvez com sorte, uma espiga

 

Saber sempre mais e mais e...

Desperta para a injustiça

Preocupo-me com os outros

Sem nunca virar cara à liça

 

Amo o mar o ano inteiro

Sozinha, no areal, ando à toa

Nunca serei um veleiro

Sou uma simples canoa

 

Talvez, dos que possam ler,

saiam daqui a pensar

Que elogios procuro ter...

Sem eu mesma me elogiar

 

Não importa, sou assim

Gosto de passar despercebida

também, muito, pouco de mim...

Mas gosto um pouco da vida

 

Elejo estar a sós, comigo

Escrever, ao som que a  música entoa

Alheia a protagonismo

Sou uma simples... pessoa.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Set17

O FEITIÇO DA LUA

por Sílex

 

 

 

Resultado de imagem para moon woman naked

 

 

Vê lá se tomas cuidado...

Andas sempre aluado,

pela Lua obcecado

não é comportamento sadio

 

Por enquanto está calor...

Podes expressar-lhe o teu amor

e dormires a sonhar com ela

Mas cuidado, vem aí o frio...

 

Ainda apanhas um resfriado

Pl'a Lua enfeitiçado, desatento e debruçado...

Ainda dás algum espirro

e te baldas da janela.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Set17

LACRAUS E BORBOLETAS

por Sílex

 

 

 

Imagem relacionada

 

 

 

Não me olhes com olhar lasso

e o desprezo basso

de cima para baixo... que te caracteriza.

 

Apara, o meu não te olhar,

por não considerar,

de admirar... Mais um lamentável engano da natureza.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

09
Set17

(N)UM SÓ CORAÇÃO

por Sílex

 

 

 

 

 

 

Se o teu coração falhar...

Não hesites em usar,

o meu, para bombear,

o sangue...

Bem como o ar,

que nas tuas veias faltar

a fim de em ti poder insuflar, 

mais um ano de vida.

 

 

Deixa a tua alma voar

sem da tua mão se soltar,

o fio que a eleva no ar

mas, te mantém aqui.

Se a tua voz se calar, 

ainda podes trautear,

ou então assobiar,

o dom que guardas em ti.

 

 

Se o desalento te invadir,

nunca deixes de sorrir,

e de tão bem saber gerir

o que a outros derrubaria.

Se o teu coração falhar...

Sabes que podes contar, 

com milhares de corações que por ti estão a torcer,

e certamente a rezar... 

 

 

Para que possas viver,

muitos anos...

Mais um dia.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Set17

UM MUNDO DENTRO DE OUTRO

por Sílex

 

 

GIF PES NA AREIA DA PRAIA.gif

 

 

Não sei por que me amas tanto, se não valho a pena. 
Confesso que se fosse, tu, não o faria. 
Há dias em que tenho espinhos. 
Outros, em que sou pedra!
Mas... mantens-te na obstinação de apenas eleger aqueles em que sou doce e um molho de sorrisos. 
A facilidade de expressar afecto táctil, não me bafejou com fartura. 
No sentido inverso, o que escrevo, relativo ao que sinto, é tão denso, que chega a raiar a neblina cerrada.
Talvez te desorientasses, emoção concentrada dentro... 
Ou te perdesses completamente, no afoito penetrar desatento e ainda fosse mais difícil, compreender-me, aí.
Porque há dias em que sou gelo. 
Outros, electricidade no ar. 
Nos que sobram, apenas desconexão.
No entanto... tenho a certeza de que encontrarias uma luz. 
Uma nesga, de suavidade e de prazer, nesse labirinto assustador 
de floresta complexa, vetusta, mas respirável que consigo ser. 
O bom de existirem dois seres antagónicos será inegavelmente o facto de continuamente se atraírem. 
Intrigante, não é?

 

 

TODOS TRAZEMOS UM MUNDO DENTRO. 
TODOS SOMOS, PARA ALGUÉM, O MUNDO INTEIRO E O FIRMAMENTO... A CERTA ALTURA.
TODOS SOMOS UM MUNDO, DENTRO DE OUTRO.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

01
Set17

PARA TODA A VIDA

por Sílex

 

 

 

Foto de Maria Fátima Soares.

 

 

Podemos e devemos errar. 
Errar é sinal de que nada sabemos ainda, 
apesar de tudo que nos foi ensinado.
Pedir desculpa por errar é honroso e ao mesmo tempo, sinónimo de humildade. 
De querer esquecer, mudar e tentar tudo de novo.
No entanto... não podemos errar. 
A alguns, não é permitido errar!
Podemos ter errado há muito... 
Há tanto, que já ninguém lembra do que foi.
Ter feito desde lá, uma longa "via sacra" em busca da redenção. 
Mas há quem viva para nos lembrar esse erro toda a vida... 
Nos crucifique e queira fazer pagar por ele, por mínimo que fosse, e errar seja comum a todos.
Há erros que fazem de gente, nada.
Gente, que sendo tão pouco, exige dos outros a perfeição extrema. 
E nunca, nunca perdoe, nem esqueça...
Mesmo quando erra.

 

Um animal perdoa sempre e ama-nos eternamente. 
Para eles é tão simples amar... e esquecer!
Com eles a vida é feita de oportunidades. 
Folhas ainda não escritas. 
Amor e companhia... 
Incondicionais

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

01
Set17

NINGUÉM

por Sílex

 

 

 

Resultado de imagem para shells

 

 

 

Acontecem-me dias em que sou uma concha

Uma ostra... Fechada e lacrada, 

sem pérola dentro, 

e tanto sentimento, 

que não sei descrever.

 

Contraio-me e silencio-me

O mundo duplica e eu,  minguo

Não consigo achar a ponta do fio... desta bola,

que me sustém e enrola

e mesmo que me afirmem ser eu, não sou ninguém.

 

Acontecem-me dias de completa inibição.

Nada que me produzam os dedos, faz sentido.

Fica-me o coração reprimido

e a alma...

Na palma da mão

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire
hit
counter

subscrever feeds


web
analytics