Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor. Alguns estão publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

17
Set17

AUTO RETRATO

por Sílex

 

 

escrever[1].jpg

 

 

 

Pequena de modesto destino

Nem feia, mas direi não bela

Nunca, um soberbo quadro

Antes mais uma aguarela

 

As 4 Estações de Vivaldi

Vividas todas num dia 

Chopin e também Satie

Adentro a noite sombria

 

Tento sorrir, ser bondosa

Compreensiva, também amiga

Mas nunca serei uma rosa

Talvez com sorte, uma espiga

 

Saber sempre mais e mais e...

Desperta para a injustiça

Preocupo-me com os outros

Sem nunca virar cara à liça

 

Amo o mar o ano inteiro

Sozinha, no areal, ando à toa

Nunca serei um veleiro

Sou uma simples canoa

 

Talvez, dos que possam ler,

saiam daqui a pensar

Que elogios procuro ter...

Sem eu mesma me elogiar

 

Não importa, sou assim

Gosto de passar despercebida

também, muito, pouco de mim...

Mas gosto um pouco da vida

 

Elejo estar a sós, comigo

Escrever, ao som que a  música entoa

Alheia a protagonismo

Sou uma simples... pessoa.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire

web
analytics