Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor, alguns já estão publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

25
Mai17

De todas as coisas em falta

por Sílex

 

 

 

Resultado de imagem para sad love

 

 

 

Diariamente, amor,

acordo com a dor, abraçada a mim. 

 

 

Que falta de gosto.

Diz-me se é suposto, alguém viver assim?

 

 

Diariamente, amor da minha vida... 

Penso em ti. Conformada por estares longe, embora sofrida.

 

 

Resignar-me é meu jeito

Contra a dor, que fazer? Nada. Está, feito.

 

 

Diariamente, amor

Queria ser outra. Outra, muito melhor... 

 

 

Outra, que te realizasse. De quem te orgulhasses.

Outra, mais positiva. 

 

 

Diariamente, amor

tudo muda ao meu redor, mas nunca esta dor e nem seres tu esse amor...

 

 

Aquele grande amor...

Que é só um, na vida.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire

web
analytics