Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor. Alguns já publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

26
Abr17

Melancolia

por Sílex

 


 


 


 


Resultado de imagem para melancolia


 


 


 


Farrapos e mãos gretadas.


Olhos onde a tempestade passou


um rosto que não tem mais nome,


um corpo que vive sem fome


eis de mim,


o que ficou.


 


 


Trago uma frase inscrita nas costas


dos horrores por que passei,


e na cabeça vazia, nem um resto de alegria,


daquela que fui um dia,


que procuro como louca,


mas nunca mais encontrei.


 


 


Regresso constantemente ao passado


para procurar por mim


mas nada do que fui,


lá, vejo


só a memória de um beijo,


e uma vida que não vivi.


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire
hit
counter


web
analytics