Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor. Alguns estão publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

12
Ago16

PERCURSOS

por Sílex

 

 

 

 

 

 

Por onde andam essas mãos esguias

o teu olhar melancólico

esse riso...

Também lacónico

e as palavras, que me davas?

 

 

Por outras paragens, pois claro. 

Achaste quiçá, algo raro

que sempre, afinal te encantou

esqueceste rapidamente,

o significado de SEMPRE... e tudo aquilo que sou.

 

 

Eu... não te pedia mais nada,

só que ficasses, aqui

te mantivesses calado, 

ou houvesses pronunciado,

mas não, sobre eu gostar de ti...

 

 

Porque isso... só cabe a quem sente,

se é ou não correspondido.

Eu nunca te pedi "esse" amor,

nunca te prometi, o que for.

Só queria que caminhasses comigo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire

web
analytics