Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor. Alguns estão publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

 

 

 

 

 

Raríssimas vezes pensaste
nos que espoliaste
dos seus direitos
Interessava-te mais o teu quinhão...
Mulher sem vergonha
isenta de coração.

 

Raríssimas vezes soubeste
apesar do que fazias e do que disseste
o que era, piedade,
honradez e bondade.
Repleta de dissimulação
coberta de vaidade.

 

Raríssimas vezes ousaste
repor o que tiraste
a quem em ti confiava
e os seus donativos,
que levianamente gastavas
em sapatos, vestidos

 

Raríssimas vezes há palavra
para descrever a infâmia
e aqueles que trapaceiam...
Do que não lhes pertence, apropriam
e tampouco perdão
para gente sem carácter e sem compaixão.

 

Raríssimas vezes, pela cabeça...nos passa
Que alguém possa ser, para lá do dever, um monstro!
Essa frieira...
Que alastra, sem piedade, na sociedade
e imparável para controlar a sua iniquidade
sem tino... rouba e gasta.

 

Raríssimas vezes neste país, assaz infeliz
vemos alguém acabar com a festa,
a gente desta.
Apenas se fala. Morre a culpa madrasta...
e quem se desgasta,
é sempre o mais pobre. Que se prevarica? Esse, sim, não escapa!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 09:04

Espero que desta vez se faça justiça!
Que raiva... 
Beijinho.
Imagem de perfil

De Sílex a 12.12.2017 às 11:54

Bom dia, Carlos! Vai ser outra "tia" armada em piedosa que se "orientou" com o que não era dela e que agora, embora todos lidassem com ela e com a instituição, nunca deram por nada! é uma vergonha! Um insulto que gente desta continue impune e a passear-se pelas ruas livre e de arrogância ao peito!
Ela tem razão! Não nascemos todos iguais. Uns nascem naturalmente pulhas. Os outros "verbos de encher," que servem a estes vampiros de banco de sangue! Um beijinho Carlos, um excelente dia para ti e boa semana também. Obrigada por passares por aqui.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 12.12.2017 às 12:35

Se fosse só a "Raríssimas". A área do "social" em Portugal é um mundo e daqueles tabus que permanecem fechados a sete chaves...
Imagem de perfil

De Sílex a 12.12.2017 às 14:02

Exactamente! A área social e as sagradas instituições, que crescem como cogumelos por aí e deviam ser proibidas! Quando autorizadas, investigadas e acompanhada (amiúde) na sua "acção" benemérita. Elas (organizações) e os seus "desinteressados benfeitores." Para que servem os dízimos e outros que tais. O que está para lá de tanta porta que se advoga íntegra e humanitária. O meu pai, que a sua alma esteja em paz, dizia que: ninguém dá nada, a ninguém. É bem certo! 
Obrigada pela tua visita Rob. Uma boa semana! 
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 12.12.2017 às 21:51

E tinha toda a razão... E quem dá sem esperar retorno, por norma, permanece anónimo...


Obrigado eu :-)
Imagem de perfil

De Sílex a 12.12.2017 às 22:06

Eu é que te agradeço! De coração. Muito obrigada. 

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire

web
analytics