Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os poemas são criação minha, salvo os assinalados com o autor. Alguns já publicados. Não autorizo cópia, ou partilha sem autorização (Decreto-Lei n.º 63/85 dos Direitos de Autor e anexos posteriores)

16
Mai17

Traduzem-me

por Sílex

 

 

 

i-found-the-silence-3__880[1].jpg

 

 
 
 
Traduz-me uma pedra atirada
ao fundo de um poço.
sem nada
onde a queda não ecoa.
 
 
Traduzem-me as ervas do campo
que ao crescerem, em singeleza
povoando-nos os olhos de encanto...
e esse crescer não ressoa.
 
 
Traduz-me a ave que ao vento
solta um pio, como lamento,
e não se trata de tormento...
Mas de alegria... porque voa.
 
 
Traduz-me a água da fonte
a cair sem se cansar, para tudo refrescar,
até escorrer para o mar...
Sem nunca correr à toa.
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Mais sobre mim

foto do autor


Só restos... é o que sou! Um monte de restos, em trânsito pela vida!


Detesto quem me aponta a mediocridade, sem perceber que ser mais do que isto, nunca me importou.
Deixem-se só com a minha insignificância. Contornem-me e não olhem para trás.



"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais."
Charles Baudelaire
hit
counter


web
analytics